Seguidores

domingo, 27 de janeiro de 2013

Utopia...




Utopia
Das muitas coisas
Do meu tempo de criança
Guardo vivo na lembrança
O aconchego de meu lar
No fim da tarde
Quando tudo se aquietava
A família se ajeitava
Lá no alpendre a conversar
Meus pais não tinham
Nem escola, nem dinheiro
Todo dia, o ano inteiro
Trabalhavam sem parar
Faltava tudo
Mas a gente nem ligava
O importante não faltava
Seu sorriso, seu olhar
Eu tantas vezes
Vi meu pai chegar cansado
Mas aquilo era sagrado
Um por um ele afagava
E perguntava
Quem fizera estrepolia
E mamãe nos defendia
Tudo aos poucos se ajeitava
O sol se punha
A viola alguém trazia
Todo mundo então pedia
Pro papai cantar com a gente
Desafinado
Meio rouco e voz cansada
Ele cantava mil toadas
Seu olhar ao sol poente
Passou o tempo
Hoje eu vejo a maravilha
De se ter uma família
Quanto muitos não a tem
Agora falam
Do desquite ou do divórcio
O amor virou consórcio
Compromisso de ninguém
E há tantos filhos
Que bem mais do que um palácio
Gostariam de um abraço
E do carinho entre seus pais
Se os pais amassem
O divórcio não viria
Chamam a isso de utopia
Eu a isso chamo paz.


Nossos pensamentos nos fazem voltar no tempo!
Escutamos uma música, vemos uma imagem, sentimos um perfume...e pronto! Voltamos! 
Família, entardecer, união, amor...
Essa música me fez recordar uma etapa muito importante... Tempo em que jovens se encontravam para cantar, tocar!  Os finais de semana eram muito esperados! O tempo passou... Ficaram as lições aprendidas. Mudamos, crescemos, aprendemos! Jamais esquecemos os amigos de sempre! Longe ou perto...sempre no nosso coração!
Feliz domingo e muita paz!

7 comentários:

  1. Lindo e era um lindo tempo mesmo!!beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. que linda mensagem..
    bom incio de semana

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga querida,
    Que linda esta canção do Pe. Zezinho!
    Grande ensinamento!
    Pois é... o tempo passa, mas as boas lembranças ficam.
    Obrigada pela visita e comentário carinhoso. Fiquei muito feliz!
    Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  4. Lindissimo ! Adorei. Sábias palavras, o que verdadeiramente importa é isso mesmo!

    ResponderExcluir
  5. Lindo o texto e posso dizer? Saudades dos meus pais( que se foram tão cedo) e da minha infância. Música, cheiros, comida, lugares..tudo nos leva a lembrar do passado. Abraços.Sandra

    ResponderExcluir